ABC da Tricologia

A

Alopécia: nome científico que se refere à  diminuição ou ausência de cabelos no couro cabeludo. As alopecias podem ser cicatriciais ou não cicatriciais.

Alopécia Cicatricial: área de ausência de cabelos no couro cabeludo em que houve a destruição do folículo piloso (local dentro da pele onde o cabelo é produzido). Esses casos precisam de diagnóstico precoce, pois não é possível recuperar os cabelos perdidos. Percebeu que seus cabelos diminuíram ou está com falhas no couro cabeludo? Agende logo sua consulta!

Alopécia Não- Cicatricial: Área de diminuição ou ausência de cabelos no couro cabeludo, em que há a preservação do folículo piloso. Ou seja, nesses casos é possível recuperar os cabelos com o tratamento correto.

Alopécia Androgenética: é a famosa “Calvície”. Pode aparecer em homens e em mulheres. Está relacionada à genética e aos hormônios masculinos. Os cabelos vão ficando cada vez mais ralos e o couro cabeludo cada vez mais visível. Tem vários tratamentos, com melhores resultados no início do problema. Então, se você tem familiares calvos, marque logo uma consulta e “salve”seus cabelos!

Alopécia Areata: tipo de queda de cabelos causada por inflamação na região inferior do folículo piloso, conhecida como bulbo. Não tem causa conhecida. Pode atingir couro cabeludo, sobrabcelhas, cílios, pelos do corpo... A notícia boa é que tem tratamento e os cabelos podem voltar a nascer e crescer.

Alopécia Frontal Fibrosante: tipo de Alopécia Cicatricial, na qual o primeiro sintoma é a perda das sobrancelhas e o aumento da testa. É mais comum em mulheres na fase de menopausa. O tratamento depende sobretudo do diagnóstico precoce. Está com falhas na sobrancelha? Percebeu que sua testa aumentou? Agende sua consulta!’

Sobrancelha micropigmentada após a perda dos pelos.

 

Avanço anterior da linha dos cabelos, com aumento

da testa e perda das costeletas em mulher

 

Alopécia de Tração: área de falha no couro cabeludo, principalmente nas têmporas, causada por penteados apertados, alisamentos e procedimentos químicos.

Cuidado: pode se tornar cicatricial, com perda definitiva dos cabelos!

 

c

Cabelos Anágenos: o crescimento dos cabelos segue um ciclo: nascem, crescem, entram em repouso e morrem. Podemos dizer que os fios anágenos são aqueles que estão nascendo e crescendo. Correspondem a 90% dos fios presentes no nosso couro cabeludo.

Cabelos Catágenos: Lembra do ciclo de crescimento dos cabelos explicados no item anterior? Esses são os fios de cabelos que entraram em repouso. Não têm muita importância, pois correspondem a apenas 1% dos fios do nosso couro cabeludo.

Cabelos telógenos: Esses são os cabelos mortos que caem naturalmente quando penteamos ou lavamos os cabelos. Um couro cabelo normal, tem em torno de 10% de fios telógenos. Quando esse número aumenta, temos os Eflúvios ou Quedas de Cabelos.

Caspa ou Dermatite Seborreica: inflamação e irritação no couro cabeludo, que causa descamação e coceira. Piora com stress, calor, banhos quentes...

e

Eflúvio ou Queda de Cabelos: é a queda de cabelos propriamente dita, quando você passa a mão nos cabelos e os fios se soltam, o chão da casa fica cheio de cabelos, o ralo do banheiro entope de tanto cabelo, e você fica desesperado (a) achando que vai ficar careca. Geralmente é temporário (Eflúvio Agudo), mas pode se tornar crônico. Pode ter várias causas, como medicações, infecções, falta de nutrientes... Tá perdendo muito cabelo? Agende uma consulta.'

f

Foliculite: inflamação nos folículos (local de saída dos pêlos), que inicialmente aparecem como “espinhas” com dor e secreção de pus. Casos mais graves podem evoluir com perda dos cabelos e Alopécia Cicatricial (aquela que não melhora com tratamentos), por isso é importante procurar tratamento bem no início da doença.

L

Liquen Plano Pilar: inflamação no folículo piloso, que provoca a destruição do mesmo. O paciente pode sentir coceira, ardor ou dor no couro cabeludo e perceber que o mesmo está irritado. Muito importante procurar ajuda médica nesses casos, porque essa perda de cabelos é definitiva (Alopécia Cicatricial).

 

Lupus Crônico Discóide: é uma doença auto-imune (o próprio organismo produz anticorpos contra a pele) que pode ocorrer no couro cabeludo e causar perda definitiva dos cabelos (Alopécia Cicatricial). Os primeiros sintomas são coceira, dor, ardor e inflamação no couro cabeludo.

m

Micose ou Tinea capitis: micose é a infecção por fungos no couro cabeludo, que provoca a queda dos cabelos em áreas localizadas, deixando falhas no couro cabeludo com aparência de placas arredondadas. Mais comum em crianças. Os cabelos voltam a crescer com tratamento correto.

p

Psoríase: descamação e formação de placas no couro cabeludo. Pode provocar coceira. Pode estar acompanhada de placas no corpo, principalmente nos cotovelos e joelhos.

T

Tricotilomania: hábito ou compulsão de arrancar os fios de cabelos e causar áreas de falhas no couro cabeludo. Muitas vezes a pessoa não percebe esse hábito, por isso é importante procurar ajuda médica.